saltar menu
Artigo do nosso parceiro Saber Viver

Estímulos

E, depois do parto, como fica o sexo?

Estratégias para recuperar o desejo no período após o nascimento do bebé

E, depois do parto, como fica o sexo?

Será que existe dia e hora para retomar a vida sexual após o nascimento de um filho? Especialistas falam de dois a seis meses de recuperação, estudos mostram que depende da idade, do parto e até do tipo de relacionamento.

Luísa, 34 anos, foi mãe pela segunda vez no início do ano. Oito semanas após o parto sentia-se pronta para voltar a ter sexo sem limitações. Mas recorda que nem sempre é assim.

Quando o primeiro filho nasceu, passaram-se seis meses sem saber o que era um orgasmo. «Quando o nosso primeiro filho nasceu, estava mergulhada a duzentos por cento na maternidade. Esqueci-me que era mulhere companheira. A troca de fraldas, acordar para dar de mamar, as febres e os choros, tudo isto desgastou-me e pensava em tudo menos em sexo. O meu marido sentia-se excluído e a nossa relação chegou a estar ameaçada», recorda.

Segundo um estudo elaborado pelo Instituto de Pesquisa Infantil de Murdoch, na Austrália, o regresso a uma vida sexual satisfatória após o nascimento do primeiro filho, pode levar até seis meses. A pesquisa mostra que 16% das mulheres só faz sexo seis meses depois do nascimento do primeiro filho, enquanto 41% retoma mês e meio depois do parto. Mas, no caso de ser um segundo filho, o tempo de espera é geralmente inferior.

A erotização da relação

«Quando o meu segundo filho nasceu, recuperei o desejo sexual de forma muito mais rápida. E, ao contrário do que aconteceu da primeira vez, fui eu quem tomou a iniciativa», confessa Luísa. «O parto foi normal e penso que isso facilitou. Dois meses depois do nascimento, comecei a ter sexo sem limitações. Aliás, ainda durante esta última gravidez sentia até mais vontade em ter sexo. Penso que esta mudança face ao primeiro filho teve a ver com a questão emocional e psicológica. Sentia-me mais liberta, sem pressão, muito mais descontraída», diz.

Uma das chaves para que o casal volte ao sexo após o nascimento de um filho é a erotização da relação. Para Fernando Mesquista, sexologista e terapeuta de casal, a questão dos papéis é fundamental. «Há casais que, por vezes, se esquecem de que a mulher não é apenas mãe e o homem não é apenas pai», sublinha.

«É importante que a relação a dois mantenha o erotismo, que namorem, que tenham bolhas de oxigénio sem a criança e que, quando as têm, não as desperdicem limitando-se a falar sobre os filhos. Para as crianças é também positivo crescer a ver o pai e a mãe como casal que namora, que troca olhares de cumplicidade, que se elogia», acrescenta ainda.

Veja na página seguinte: Como lidar com a falta de libido

Comentários

pub

parceiros