saltar menu

Estímulos

Porno na sua cama

Práticas exibidas nos filmes pornográficos podem ter por cenário a sua cama

Porno na sua cama
Na adolescência proporcionaram-lhe um paraíso de peitos e traseiros tão disponíveis quanto perfeitos e obsequiaram-no com atrevidas práticas das quais a sua namorada nem sequer ouvira falar.



Mas, e agora? Ainda se conforma em ser um mero espectador? Não o negue: já viu filmes pornográficos. Divertiu-se, partilhou-os com os amigos e, de certeza, que já sonhou em ser o invencível protagonista que leva todas as mulheres a renderem-se aos seus pés. Como sabemos disso, tentámos tornar o seu sonho realidade (na medida do possível).

Algumas das práticas exibidas nestes filmes podem ter por cenário a sua cama. Sem câmaras, sem realizador ou cenas para repetir. Sozinhos, você e a sua parceira podem copiar as cenas mais escaldantes destes filmes ou adaptá-las a uma realidade muito mais íntima.

Vários especialistas ofereceram-nos diferentes conselhos didácticos para que ficasse a perceber se valerá mesmo a pena colocá-los em prática e qual a melhor forma de apimentar a vossa relação. Além disso, falámos com três "vizinhas do lado", raparigas cheias de vontade de partilhar as suas experiências, que nos falaram sobre pornografia. Preparado? Pois bem... luzes, câmara, acção!



Sexo é pornografia?

Em consonância com o Dr. Santinho Martins, Coordenador da Consulta de Sexologia do Hospital Júlio de Matos, "não há um consenso sobre o que é a pornografia.

Uns definem-na como exibição explícita dos genitais, outros como situações em que, dentro da actividade sexual exibida, existe violência". A verdade é que, quando se vê um filme pornográfico, surge sempre a incógnita sobre este mundo paralelo no qual o sexo é livre, fácil e inovador.

Afinal, poderão os filmes reflectir o que se passa nos nossos quartos? Sá Leão, que contribuiu para a propagação dos filmes pornográficos portugueses, atreve-se a dar uma resposta: "Eu procuro tornar os meus filmes o mais reais possíveis e aproximar-me da realidade portuguesa".

Porém, há que separar um pouco a ficção do concreto. Por isso, se a sua vizinha não o espera à porta de casa em roupa interior (como viu num filme), não se sinta equivocado e lembre-se que, no mundo real, as vizinhas costumam dar-lhe com a porta no nariz. "Algumas cenas que fazemos nos filmes são completamente irreais. Conheço actores que chegam a acreditar tanto no seu papel que imaginam que na vida real seriam capazes de satisfazer três mulheres ao mesmo tempo com a mesma facilidade", confessa Carlos André, actor porno. Outros mitos também não correspondem ao que é verdadeiro.

(Continua)
Ela Por Cima



Ela por cima

Se uma amazona cavalga com pouca roupa, quem é o corcel? Resposta simples: o garanhão que jaz por baixo das suas coxas. Ok, esta é uma posição clássica em todos os filmes para adultos e, certamente, nas camas de muitos casais portugueses. É uma posição muito aconselhável, pois permite ao homem estimular o clítoris da mulher enquanto a penetra. Satisfação garantida.

O truque da actriz:
"É espectacular estar por cima do homem, fica-se livre. No entanto, eu não abdico da posição de missionário", confessa a actriz portuguesa Rita Vieira.

O truque do actor:
"Estar por baixo dela não quer dizer que pare de movimentar-se. Eu adoro abrir-lhe as nádegas, acariciar o seu corpo e brincar com a sua vulva", reconhece o actor Carlos André.

O que diz o realizador:
"Depende do ponto de vista de cada um, mas, para mim, é uma posição bastante sensual que demonstra a actividade sexual da mulher, mas há outras. Isto é muito subjectivo", opina o realizador português Sá Leão.

A opinião delas:
Helena: "É simplesmente mais uma posição. Consta-me que há raparigas que, no início, se sentem intimidadas. Suponho que é pelo facto de participarem mais activamente no acto. É a minha opinião".
Sónia: "É muito excitante, já que podemos controlar os movimentos e parar quando desejamos. Os homens adoram, porque se sentem dominados. Eu adoro atar-lhes as mãos e...". (Continua)
Mudança de Posição



Mudança de posição

Tal como recitar um monólogo de Shakespeare sem interrupção, os actores e actrizes de filmes pornográficos, no fim das suas carreiras, podem dizer que representaram o Kama Sutra do princípio ao fim.

Conhecem todos os truques do sexo. Sabem, por exemplo, que se deve alternar de posição para retardar a ejaculação. O Dr. Santinho Martins, Coordenador da Consulta de Sexologia do Hospital Júlio de Matos, explica que "a mudança de posição pode ser favorável, porque há uma paragem no movimento copulatório", ou seja, "este pára-arranca favorece o retardamento da ejaculação".

Todavia, evite quaisquer obsessões ou imposições com trocas de posição e deixe-se levar pela sensação do momento. De entre várias posições, "a mais favorável ao homem para o controlo ejaculatório", segundo o sexólogo Santinho Martins, "é a posição de decúbito dorsal (deitado de barriga para cima), onde a mulher se encontra numa posição superior".

O truque da actriz
"Para a mulher é bom, pois permite passar por várias posições que lhe dêm prazer. Depende se a penetração é vaginal ou anal", diz Rita Vieira, actriz porno portuguesa.

O truque do actor
"Quando pensar que está quase a ejacular, mude de posição", assegura Carlos André, actor porno português.

O que diz o realizador
"Eu procuro o realismo entre as cenas, dando total liberdade de improvisação aos actores. Procuro fazer poucos cortes para conseguir transmitir aquilo que pode acontecer no mais comum dos casais", revela Sá Leão, realizador de filmes pornográficos portugueses.

A opinião delas
Helena: "Sempre achei que eles são mais apreciadores. Gostam de dominar e de variar".
Mónica: "Desconcentro-me com muitas mudanças, mas adoro novas posições".
Sónia: "É entusiasmante e aviva a fantasia".

Roupas provocantes

A pornografia é uma espécie de paraíso ao ar livre, onde se veste o mínimo de roupa possível. As mulheres sentem-se mais sexys e desinibidas. Se calhar, não é má ideia oferecer um "conjuntinho" de lingerie à sua parceira, para uma noite especial.

As sex-shop on-line estão muito em voga, havendo cada vez mais pessoas a optarem pela compra de produtos sexuais através da Internet, como nos diz um responsável do Bazar Sexy : "a nossa loja on-line é muito visitada pelo sexo feminino, com uma percentagem de 60% contra 40% de homens. Talvez por termos um cuidado especial com a moda em lingerie e acessórios interiores que agradam à mulher moderna".

O truque do actor
"Eu também tive desses problemas. Já ofereci três conjuntos de lingerie à minha mulher e ela detestou-os. Agora, sou eu que procuro estar atraente para ela. Na maior parte dos filmes que fiz, nem cuecas usava, mas, fora das filmagens, adoro vestir roupa interior sexy para a minha mulher", diz Carlos André.

O truque da actriz
"Eu acho que o melhor é vestir uma lingerie de tons elegantes. As roupas com buracos entre as pernas são muito incómodas e não favorecem ninguém. Também não gosto de usar ligas, prefiro meias até à coxa para disfarçar algumas imperfeições", afirma Rita Vieira.

O que diz o realizador
As roupas das actrizes e os cenários escolhidos são parte fundamental nos filmes hardcore, mas Portugal ainda está longe da realidade dos outros países. Senão, veja-se a opinião de Sá Leão: "Como falta uma indústria ligada à pornografia, sou eu que faço toda a preparação dos filmes, roupas inclusive".

A opinião delas
Sónia: "Gosto de peças pequenas, que realcem as minhas curvas. Nada de rendas e costuras. De preferência, transparentes e coloridas. Se for a prenda de um amigo, para mim é um desastre. Acabo sempre por ter de ir trocá-la, porque nunca é o meu número. Mas, pelo menos, posso escolher a que mais me agradar".
Helena: "Deve ser mais confortável do que sexy, sob pena de sentir-se ridícula e desconfortável. Com um conjunto adequado, sinto-me muito mais sensual".
Mónica: "Passamos sempre por alguns problemas quando temos de escolher a roupa adequada para disfarçar as nossas partes pobres, algo que com eles nunca sucedeu, ou, pelo menos, não os preocupa".

(Continua)
Acrobacias sexuais

Acrobacias sexuais

Serão contorcionistas? Ginastas frustrados? De certeza que ao observar num filme uma posição que desafia a lei da gravidade já deu consigo a pensar no assunto. É bom experimentar diversas posições e dar largas à imaginação, desde que isso o excite a si e à sua parceira.

O truque do actor:
"Se fizer sempre as mesmas posições por serem cómodas, digo-lhe que está a perder sensações extraordinárias. No entanto, devo salientar que o que fazemos nos filmes nem sempre é o que dá mais prazer, fazemo-lo mais para o espectáculo", explica Carlos André.

O truque da actriz:
"Servem para aumentar a loucura e, muitas vezes, para prolongar o prazer. Mas há que ter em conta que algumas são muito difíceis ou impossíveis de fazer na realidade", adverte Rita Vieira.

O que diz o realizador:
"Temos que apostar no que é diferente, e, muitas vezes, no bizarro, porque vende. Tem de haver um esforço de todos para agradar o consumidor. Para mim, a estrela dos filmes pornográficos não é a actriz nem o actor, mas sim quem os vê", opina Sá Leão.

A opinião delas:
Mónica: "São divertidas, mas não aumentam o prazer".
Helena: "Adequam-se mais ao desporto que ao sexo. Eu prefiro intimidade a este tipo de coisas".
Mónica: "Experimentar novas posições é excitante. Mas para atingir o orgasmo é melhor o tradicional (homem por cima, entenda-se). Se é a primeira vez que está com essa pessoa, siga o caminho conhecido e normal. Depois, vá inovando".

Amor lésbico

Uma rapariga tem uma amiga. Gostam tanto uma da outra que se acariciam, beijam, e sabe-se lá o que mais. A ideia excita-o? Mas, e à sua companheira? "As fantasias sexuais não são exclusivas das mulheres. O querer passar à prática dependerá da frequência e intensidade dessas fantasias e do desejo daí decorrente", diz o sexólogo Santinho Martins.

Dialogar com a sua parceira pode vitaminar a vossa libido? Segundo o Dr. Santinho Martins, "se quer que a mulher, objecto das fantasias sexuais, esteja disponível para as práticas homossexuais, falar abertamente sobre este desejo pode levar à perda de uma amizade". Portanto, numa fase inicial, tente "decifrar os sinais que a outra pessoa emite sobre uma possível receptividade a uma prática homossexual".

O truque da actriz: "Para uma mulher é mais fácil do que para um homem: nós tomamo-lo como um jogo", constata Rita Vieira.

O truque do actor:
"Eu não o aconselho a apresentar uma lésbica à sua esposa. Ela pode relegá-lo para segundo plano", avisa Carlos André.

O que diz o realizador:
"Acho que as cenas de duas mulheres têm muita procura e está na fantasia dos homens", diz Sá Leão.

A opinião delas:
Sónia: "Nunca diria a um homem que tive uma experiência dessas".
Helena: "É uma fantasia masculina. Ficam tão excitados que acham que connosco se passa o mesmo . Mas há mulheres que gostam, eu não".
Mónica: "Não é muito habitual, mas tenho amigas que têm esse fetiche".

(Continua)
Brinquedos Sexuais

Brinquedos sexuais

Os rapazes dos filmes apresentam-se sempre providos de um arsenal de brinquedos sexuais para oferecer às colegas do momento. Se quiser fazer o mesmo, não vá com a sua parceira à sex-shop, pode não ficar à vontade. É preferível fazê-lo nas sex-shops virtuais.

Segundo o Sr. Fernando Santos, da loja Exotikus, "cerca de 80% a 90% dos clientes são homens". Porém, "cerca de 30% das encomendas de maior valor, maioritariamente adquiridas por homens, são destinadas a mulheres. Os homens compram vibradores e acessórios e as mulheres lingerie", confirma Natalia Martins, da Sensual Shop. Como vê, não há nada a recear.

O truque do actor:
"Os homens não sabem escolher vibradores, mas acho bem que se experimentem coisas novas", comenta Carlos André.

O que diz o realizador:
"A masturbação feminina com vibradores também está muito na moda. Os homens gostam de ver", comenta Sá Leão.

A opinião do sexólogo:
"Estes materiais de uso sexual poderão desencadear o desejo e aumentar a excitação sexual", afirma o Dr. Santinho Martins.

A opinião delas:
Sónia: "São divertidos e combatem a rotina".
Helena: "Com o seu parceiro pode ser divertido, mas talvez se sinta mais desinibida numa relação ocasional".
Mónica: "Não os acho necessários se existir imaginação q.b.".



Cúpula sexual & carícias nos seios

No ecrã, contemplamos o campeão que se mantém no coito por tempo indeterminado. A seu lado, qualquer mortal se sente um ejaculador precoce. Lembre-se que muitos realizadores utilizam duplos e fazem montagens.

O truque do actor:
"A verdade é que, quando se faz uma maratona sexual durante um filme, passadas duas horas já não se sente nada. Em casa é diferente, o acto sexual pode durar apenas dez minutos e ser muito mais agradável", conclui Carlos André.

O truque da actriz:
"Se estiver assim demasiado tempo, vai perdendo as ideias. O melhor mesmo é parar quando alcançar o êxtase e acabar com uma masturbação mútua", recomenda Rita Vieira.

O que diz o realizador:
"Eu tento ao máximo não fazer cortes para não perder o realismo, mas, às vezes, é inevitável", esclarece Sá Leão.

A opinião delas:
Sónia: "O ideal, se breve, são três vezes. Quanto atingimos o orgasmo e prevemos que vai demorar a alcançar outro, é hora de ele se despachar. Se demorar uma eternidade, eu gemo bem alto, e das duas uma: ou a excitação desaparece ou pára para recuperar forças".
Helena: "O problema é que se perde a concentração. Mas não dizemos nada para não os ofender.
Podemos apertar-nos subtilmente, fazer-lhe uma felação para apressar o acto ou, no pior dos casos, fingir um orgasmo".
Mónica: "Se houver apenas penetração, é aborrecimento garantido. Se houver mais qualquer coisa, êxito assegurado".

Carícias nos seios

Se há coisa que os portugueses gostam é ver uma mulher de seios avantajados e acariciá-los. Mas e que tipo de carícias elas gostam mais? Veja a opinião dos nossos especialistas, com especial evidência para as últimas três opiniões.

O truque do actor:
"Eu penso que nos filmes XXX não se dá muita atenção: as mamas são uma espécie de acessório. Para uma mulher pode ser mais erótico quando as lambemos delicadamente ou quando passamos com o pénis por entre elas", salienta Carlos André, actor de filmes pornográficos portugueses.

O truque da actriz:
"Na minha opinião os homens deveriam concentrar-se no mamilo, que é uma parte muito sensível. Ah, este conselho também é para as mulheres, lembrem-se que os homens também têm mamilos e que são igualmente sensíveis", recorda Rita Vieira.

O que diz o realizador:
"Os portugueses adoram essa parte do corpo da mulher. Nos filmes deixo isso ao critério dos actores. Deixo as coisas decorrerem normalmente para que a cena fique o mais real possível, pois considero-me um captador de imagens reais e não sequenciadas", explica este realizador português.

A opinião delas:
Mónica: "Acho que cada mulher é um caso, mas eu adoro que me dêm mordidelas e carícias com a língua".
Helena: "Sempre de forma muito delicada, porque às vezes os homens são atingidos pelo stress. Concentrar-se no mamilo não está mal, mas o mais importante é que o façam com paixão, que demonstrem o seu agrado e que elogiem o que vêem (isto também se aplica ao resto do corpo)".
Sónia: "Algumas raparigas gostam de carícias suaves centradas no mamilo. Também há as que gostam de sentir os mamilos apertados com firmeza. O mesmo se passa com os homens, cada qual tem a sua carícia preferida. O importante é descobri-la, mesmo que precise de perguntar para não falhar...... o tiro".



Ejaculação Facial O afortunado do ecrã completa o serviço com um abundante jorro que salpica a cara da sua partenaire. Mas, em casa, deve reflectir previamente, conforme explica o sexólogo Santinho Martins: "Este tipo de actividade só pode ser exercida se houver consentimento prévio da parceira. Tudo é permitido no sexo desde que haja anuência e não constitua agressão".

O truque da actriz porno:
"Depende da posição em que se está quando ejacular, mas existem outras partes menos agressivas e mais excitantes, como o peito ou a barriga", diz a actriz Rita Vieira.

O truque do actor porno:
"Eu, em casa, nunca o faria, porque não me excita. Já contracenei com algumas actrizes que se sentiam incomodadas quando ejaculava nas suas caras, outras nem por isso. Se calhar, não gostam do sabor. Já ouvi dizer que podemos cuidar do sabor do sémen para torná-lo mais agradável. O melhor é não fumar, nem beber", propõe Carlos André.

O que diz o realizador:
"É tudo uma questão de modas. Passámos uma fase em que a moda era ejacular na barriga, nos pêlos púbicos e no peito da mulher, hoje em dia é o facial que está em voga. Assim como está na moda a penetração anal", explica Sá Leão. O realizador tem de estar "preparado e concentrado, porque se perder o 'cum shot' (ejaculação facial), tenho que esperar até que o actor se recomponha. Eu tenho de abrir o plano ou movimentar a câmara para ir ao encontro do momento da ejaculação", explica este realizador.

A opinião delas:
Sónia: "Não gosto, talvez mais por higiene do que por outra coisa. Em contrapartida, agrada-me noutras partes do corpo".
Helena: "Não me importo, mas entendo que hajam mulheres que não gostem, talvez tenham medo de contrair doenças".
Mónica: "Não gosto, acho desagradável".



Uma rapariga escultural e anónima do pequeno ecrã proporciona-lhe um espectáculo secreto: acaricia-se a si mesma. Você tem em casa uma rapariga escultural que bem conhece, será que faria o mesmo por si?

"A masturbação leva a uma descoberta ou melhor conhecimento do corpo, sendo um passo importante na iniciação sexual, pois ninguém conhece melhor o seu corpo que o próprio", afirma o Dr. Santinho Martins. Além disso, existem estudos que demonstram que "as mulheres que se masturbam na adolescência conseguem atingir, na fase adulta, o orgasmo no coito com mais facilidade", acrescenta este especialista.

O truque do actor:
Carlos André é bastante peremptório: "Para mim, é das coisas que mais me excita. Nós, homens, somos muito práticos. Ao invés, elas são mais complicadas. Normalmente, enquanto ela se acaricia, eu também me toco, para que se sinta mais à vontade. Ah, e ainda digo que adoro vê-la a masturbar-se".

O truque da actriz:
"Se, enquanto me masturbo, ele me beijar o lóbulo da orelha, fico muitíssimo mais excitada", diz-nos a Rita Vieira.

O que diz o realizador:
"A experiência ensinou-me a não ir ao encontro daquilo que já havia - até porque não tinha capacidade financeira para isso -, por isso optei por cenas mais bizarras. Mas sei que os homens gostam de ver as mulheres a masturbar-se", esclarece Sá Leão.

A opinião delas:
Helena: "Eu não gosto. Creio que, por estarem a expor uma coisa tão íntima como a sua forma de ter prazer, as mulheres precisam de sentir confiança, o que torna esta prática invulgar nas relações ocasionais".
Sónia: "Não conheço nenhum homem que não fique excitado. É comovedor ver como eles nos observam boquiabertos".
Mónica: "A mim não me chateia nada. Observem e aprendam a dar-nos prazer".



A vizinha do 5º andar deve ser cantora de ópera, a julgar pelos gemidos que emite. Mas isso excita-o? Acha que ela finge? "Há quem manifeste o prazer por comunicação vocal, com suspiros e gemidos. Mas as pessoas não se expressam todas da mesma forma. Admito que estas vocalizações possam funcionar como auto-estimulação ou, principalmente, como estimulação para a/o parceira/o", explica o Dr. Santinho.

O truque do actor:
"Não se trata de ofegar; pode-se dizer coisas excitantes e agradáveis às mulheres", garante Carlos André.

O truque da actriz:
"Não se deve esquecer que existem momentos de silêncio que valem mais que mil gemidos seguidos; e, com o corpo, também se pode demonstrar o prazer que se está a sentir", esclarece Rita Vieira.

O que diz o realizador:
"Eu não faço dobragens porque procuro o realismo, mas há quem o faça... há vários modos de trabalhar. Há dobragens tanto auditivas como visuais, e dos órgãos genitais ainda é mais frequente. As pessoas pensam que é fácil ter uma erecção perante as câmaras, mas não é. Para uma mulher é mais fácil. O homem não, ele tem de ter uma grande força de vontade", assegura Sá Leão.

A opinião delas:
Helena: "Há situações em que nos apetece 'uivar'. Sei que gostam que demonstremos o prazer obtido com eles". Sónia: "Prefiro não exagerar. Mas sei que os homens ficam loucos com uma mulher que grita de prazer".

(Continua)
Pernas bem abertas

Pernas bem abertas

As raparigas dos filmes afastam muito as pernas. Se você está prestes a propor à sua parceira esta prática, leia primeiro o que diz a actriz portuguesa Rita Vieira: "Durante o coito, aconselho esta posição e que estejam de olhos bem abertos e observem a penetração. É excitante".

O truque do actor:
"Normalmente, o que se pretende é pôr as actrizes em grande estilo, é o show-business. Mas eu recomendo que, com a própria mulher, se adoptem posturas que realcem a sua beleza corporal", propõe Carlos.

O truque da actriz:
"Pode deixar uma perna afastada, mas a outra tem de estar junto ao corpo do homem, para haver contacto e sentir mais prazer", explica Rita.

O que diz o realizador:
"É exactamente o que acontece quando não são filmes pornográficos, tem de haver um esforço mútuo tanto dos actores, como das actrizes para que se consigam os melhores planos. Ao contrário do que parece, é bastante difícil ser um actor porno. É preciso ter muita coragem e estar preparado psicologicamente. O actor, por ter que estar concentrado na sua erecção, raramente se lembra que esteve na cama com uma mulher boa e que não desfrutou ao máximo", explica Sá Leão.

A opinião delas:
Helena: "Não se tira mais prazer. Há posições mais satisfatórias. Eu gosto de fazer o contrário: fechá-las para sentir melhor o membro masculino".
Mónica: "Não se pode generalizar. Depende da anatomia do rapaz".
Sónia: "O facto de se abrir muito as pernas não significa ter mais prazer; o contrário sim, quanto mais fechadas, mais se sente o membro."



Cine club em sua casa

Alguns estudos têm revelado que as mulheres têm as mesmas sensações fisiológicas que os homens enquanto vêem um filme pornográfico. A única diferença é que o imaginário destes filmes (ainda) está concebido para o homem, pelo que nem sempre é do agrado delas. De seguida, fazemos-lhe algumas sugestões que podem servir para que a sua parceira aprenda a gostar deste género cinematográfico. Ainda por cima, são falados (?) quase todos na língua de Camões.

FILMES ESTRANGEIROS

1 - Garganta Funda: Clássico entre os clássicos do género. O filme trata com humor e erotismo a história de uma mulher que tem o clítoris na laringe, facto que a leva a atingir o orgasmo apenas mediante sexo oral. Que lástima para os seus pares! O filme foi realizado por Gerard Damiano e protagonizado por Linda Lovelace, que se converteu num mito sexual a partir desse momento.

2 - Trios Escaldantes: Seis cenas muito intensas recheadas de mulheres bonitas e escaldantes. Todas com um apetite insaciável. São 2 horas e 20 minutos de prazeres mútuos. Divirta-se!

3 - A tua mulher no ginásio: O exercício que a sua mulher faz no ginásio faz muito bem à saúde, dela e deles. Veja ainda o que pode acontecer quando se salta de um avião.

FILMES PORTUGUESES

Realizador: Sá Leão
Produtora: Natural Video

1 - Capitã Roby: Retrata a história de uma portuguesa masoquista que recebe pessoas em casa para saciar os seus devaneios sexuais. São desejos bizarros. Ela gosta de conviver com muitos homens, gosta de levar com o chicote, com ovos, cigarros, com tudo.

2 - Na Minha Cama Com... Eles: Uma rapariga jovem, universitária e p... Conhece dois africanos, dois portugueses, uma mulher e um garanhão de Lisboa, e está pronta para saciar as fantasias de todos eles. Acha que ela é capaz? É uma resposta que só obterá quando vir o filme.

3 - Badalhocas: Estas mulheres estão à sua espera na rua, durante toda a noite, na esperança de o ver. É um filme que apresenta mulheres que estão fora do estereótipo de beleza criado pelo homem. É feito por mulheres "feias" e badalhocas. Portanto, são engates de rua, ao alcance de quem quiser.

4 - Top Stripper: Aprecie o interior de um clube de strip português com shows privados, table dance e muito mais. Há lá uma stripper que adora ser observada e elogiada enquanto dança. É então que aparece um cliente que fica fascinado por ela, perseguindo-a até casa. A partir daqui, já se sabe o resto.

Fonte:

Comentários

pub

parceiros