saltar menu
Artigo do nosso parceiro Mood
19 de agosto de 2014, 11:02

Em Foco

A Barbie careca está de volta

A Mattel vai voltar a produzir a Ella, a boneca careca amiga da Barbie que ajuda crianças com cancro a lidar com a perda de cabelo

A Barbie careca está de volta

Em 2012, duas mulheres cujas filhas lutavam contra o cancro iniciaram um movimento no Facebook pedindo à Mattel que produzisse uma Barbie careca. Beckie Sypin e Jane Bingham angariaram mais de 100 mil ‘Gostos’ na página, conseguindo a atenção da marca, tendo a Mattel criado a Ella.

A amiga da Barbie sem cabelo foi produzida com um conjunto de acessórios como perucas, chapéus e lenços, que permitiam às crianças lidar de forma natural com o problema da perda de cabelo. A Mattel não colocou Ella à venda mas, em vez disso, distribuiu gratuitamente o brinquedo em hospitais infantis, em particular hospitais que tratam crianças com cancro, por todos os Estados Unidos e Canadá. Esta decisão resultou do Programa Filantrópico e de Impacto Social da Mattel. “Decidimos que não vamos lucrar com a produção destas bonecas mas antes entregá-las imediatamente e diretamente às crianças que mais vão beneficiar da experiência de brincar com a Ella”.

A história podia ter ficado por aqui mas, em janeiro deste ano, Grace Bumstead, de quatro anos, foi diagnosticada com uma forma rara de leucemia, que a vai obrigar a 18 meses de tratamentos de quimioterapia. É nesta altura que Grace conhece Ella, e não foi amor à primeira vista. “Quando a Grace viu a boneca percebeu o que se estava a passar. Mas isto criou a oportunidade para lhe dizermos que aquela boneca linda e sorridente não tinha cabelo, tal como ela”, explica Melissa Bumstead, a mãe da criança.

“A Grace tem sido incrivelmente corajosa. Não era isto que imaginávamos para a nossa vida”, continua Melissa. A mãe explica que uma das etapas mais difíceis deste processo para Grace foi mesmo perder os seus longos caracóis loiros. E Ella foi imprescindível: “Agora trazemos a Ella para todo o lado e ajuda-nos a explicar o processo à Grace.”

Mas quando o Hospital Infantil de Los Angeles contou a Melissa Bumstead que apenas tinham seis bonecas Ella, a mãe de Garce criou imediatamente uma petição para apelar ao fabrico de mais bonecas Ella. Em apenas três meses, a petição reuniu mais de 100 mil apoiantes. “A cada dez minutos, tínhamos mil novas assinaturas”, explica Bumstead.

A Mattel respondeu mais uma vez afirmativamente ao apelo e, no final de agosto, serão distribuídas mais bonecas Ella por vários hospitais dos Estados Unidos. A marca disse à família Bumstead que irá fabricar estas bonecas todos os anos, assegurando que todas as crianças doentes terão a sua Ella.

A equipa médica assegura que Grace tem 75 por cento de probabilidades de recuperação. “Mas o grande problema é psicológico. Como é que ela se verá? Como é que vai enfrentar o mundo? Terá medo da vida porque pensa que a leucemia pode voltar a qualquer momento?”, diz o Dr. Paul Gaynon. A família de Grace acredita que Ella vai ajudar Grace a lembrar-se da batalha que acreditam que irá vencer.

Comentários

pub

parceiros