saltar menu
Artigo do nosso parceiro Mood

Livros

Escritora que vive em Londres escreveu livro infantil para conservar memórias de Lisboa

“Lisboa Story" conta a história de um menino de Alfama que trava amizade com um cão

Escritora que vive em Londres escreveu livro infantil para conservar memórias de Lisboa

Um livro bilingue para crianças passado em Lisboa foi a forma encontrada por Clara Macedo Cabral, uma escritora portuguesa residente em Londres, encontrou para conservar a memória das tradições e lugares da cidade onde viveu.

Intitulado "Lisbon Story", conta a história de um menino de Alfama que trava amizade com um cão durante as festas de Santo António, decorrendo a trama em torno de locais pitorescos: o elétrico 28, as retrosarias da Rua da Conceição, a Feira da Ladra, o Mosteiro de São Vicente, a Sé de Lisboa ou o Miradouro de Santa Luzia.

A ideia surgiu na sequência dos passeios por Lisboa com o filho, atualmente com seis anos, e que gostava particularmente de andar de elétrico.

"Notava que as fachadas estão em ruína e as lojas tradicionais estão a desaparecer e a ser substituídas por bancos e seguradoras. Mas acho que as pessoas que lá vivem não reparam tanto na mudança", disse a autora à agência Lusa.

Por isso, define este livro como um "registo para conservar a memória de lugares e coisas que ainda estão vivas e que gostaria que lisboetas conservassem".

Clara Macedo Cabral admite é a "visão de uma portuguesa que vive fora" há oito anos, num país "onde a preservação do património é levada a sério, procurando integrar o passado no presente".

O projeto demorou dois anos, em parte devido à necessidade de trabalhar em equipa com a ilustradora, "também mãe", a eslovaca Andrea Lozekova, que nunca foi a Lisboa.

Os desenhos foram feitos a partir de fotografias, muitas das quais do próprio marido de Clara Macedo Cabral, Titus, um alemão lusófilo, o que transformou o trabalho num "projeto familiar".

O livro é dirigido a um público de crianças lusófonas dos cinco aos oito anos, mas também a famílias estrangeiras que visitam Lisboa.

Autora de duas coletâneas de crónicas em português sobre a vida em Londres ("Há Raposas no Parque - Crónicas de uma Portuguesa em Londres" de 2009, e "O Inverno das Raposas - Outras Crónicas de Londres", de 2011), esta obra é um resultado de "um maior à vontade com a língua inglesa" e um desejo de "testar o mercado global".

Clara Cabral disse ter recebido boas impressões após a apresentação a crianças da escola frequentada pelo filho: por a escola ser católica, mostraram-se interessadas pelo Santo António, mas também pelo elétrico, algo que muitas desconheciam existir.

Formada em Direito, possui um mestrado em Literatura comparada entre a escritora brasileira Clarice Lispector e a neo-zelandesa Katherine Mansfield.

O livro, que será apresentado na sexta-feira em Lisboa e uma semana depois em Londres, vai estar à venda em Portugal e na Internet.

Teve como parceiros a Câmara Municipal de Lisboa, o município londrino de Lambeth, o Turismo de Portugal e o Instituto Camões, tendo este assumido o compromisso de comprar de 300 exemplares para integrarem bibliotecas em 71 países usadas pelos alunos do ensino de português no estrangeiro.

Lusa

26 de junho de 2013

Comentários

pub

parceiros